Partner im RedaktionsNetzwerk Deutschland
Radio Logo
Der Stream des Senders startet in {time} Sek.

SEMANA EM ÁFRICA

Podcast SEMANA EM ÁFRICA
Podcast SEMANA EM ÁFRICA

SEMANA EM ÁFRICA

hinzufügen

Verfügbare Folgen

5 von 24
  • Ministro russo tenta encontrar aliados em África
    Serguei Lavrov fez um périplo por África esta semana tendo passado pela África do Sul, Angola, Botsuana e Essuatíni. Em Angola, Tete António, ministro das Relações Exteriores, alertou para os perigos do conflito entre a Rússia e a Ucrânia para todo o Mundo. Nos dois meses da tentativa de golpe de Estado em São Tomé e Príncipe, a família de um dos acusados, acusa os militares de intimidação. Esta semana em África abriu com festa, com a Selecção moçambicana de futebol a alcançar um feito histórico no CHAN, Campeonato Africano Interno de Futebol, e a qualificar-se pela primeira vez para os quartos-de-final da prova. Tanto o treinador, Chiquinho Conde, como o guarda-redes, Fazito, que substituiu o titular Ivan, não conseguiram disfarçar a satisfação por este feito. Moçambique joga agora neste sábado contra Madagáscar para permanecer no Campeonato Africano Interno de futebol Entretanto, a visita de Lavrov à África do Sul veio mostrar que estes dois países estão cada vez mais próximos, como a sua homóloga sul-africana Naledi Pandor a considerar que a Rússia é um país "amigo", vendo o país de Vladimir Putin como "um parceiro precioso". Em Fevereiro, soldados sul-africanos e soldados russos vão participar em conjunto em manobras comuns. Já em Angola, uns dias mais tarde, Téte António, ministro angolano das Relações Exteriores, apelou ao diálogo e a um cessar-fogo que ponha fim ao conflito entre a Rússia e a Ucrânia, insistindo nas consequências planetárias da guerra. Em São Tomé e Príncipe, dois meses depois do ataque ao quartel militar, cujas imagens de tortura e morte de quatros suspeitos continuam a circular nas redes sociais, a justiça são-tomense tem em curso dois processos de investigação. Um por tentativa de golpe de Estado consolidada no ataque ao quartel e um segundo que investiga o homicídio e tortura de suspeitos. Passados dois meses, a família do único alegado autor do ataque sobrevivente, Lucas Lima, denuncia a ausência de tratamento médico e a contínua visita de militares à prisão.
    1/27/2023
    8:28
  • Moçambique: soldados da SADC postos em causa e Angola reforça relações com China
    Bem vindos ao Semana em Africa deste sábado dia 14 de Janeiro de 2023. Começamos o recapitulativo da actualidade em Cabo Verde, onde o Governo avança com a atribuição de nacionalidade aos descendentes de cabo-verdianos residentes nos países africanos. O processo, gratuito, decorre até 31 de Dezembro de 2023.    Em São Tomé e Príncipe o procurador-geral da República garantiu, no sábado 7 de Janeiro, que as investigações ao ataque ao quartel militar a 25 de novembro decorrem “em muito bom ritmo”. Kelve Nobre de Carvalho, o procurador geral da República sublinhou a "ajuda fundamental de Portugal", em declaraçoes aos jornalistas, depois de um encontro com o primeiro-ministro são-tomense, Patrice Trovoada. No entanto, uns dias depois, sete partidos da oposição são-tomense, dois dos quais com assento parlamentar decidiram submeter uma moção de censura ao Governo de Patrice Trovoada. As forças partidárias querem que o primeiro-ministro vá ao Parlamento falar sobre o ataque ao quartel-militar.    No Malawi, o surto de cólera já matou 600 pessoas e afectou outros milhares. Em Moçambique, país fronteiriço, as autoridades manifestaram preocupação face à propagação do surto. À data de hoje, 10 pessoas já morreram vítimas de cólera em Moçambique. Por outro lado, os casos de covid também aumentaram em algumas províncias do país como a de Sofala. As autoridades pediram à população para aderir à vaccinação e à dose de reforço.   As eleições legislativas no Benim decorreram pacíficamente no domingo 8 de Janeiro para eleger os 109 deputados que irão representar o país. Os resultados definitivos foram anunciados na sexta-feira 13 de Janeiro. A grande novidade é o regresso da oposição, com 28 deputados no Parlamento, o movimento presidencial continua a usufruir da maioria, com 81 assentos parlamentares. Nas últimas legislativas, em 2019, os partidos de oposição não tinham sido autorizados a concorrer e as eleições tinham sido marcadas por violências e detenções arbitrárias.   Em Cabo Verde, o governo aprovou a Estratégia Nacional para a Erradicação da Pobreza Extrema que inclui 13% da população.   Na terça-feira dia 10 de Dezembro, a RFI entrevistou Aniceto Gomes, um franco-angolano técnico de análises clínicas em Paris, que há três anos está a tentar abrir um laboratório de microbiologia e parasitologia na aldeia de Calenga Njolo, na província do Huambo em Angola. Aniceto Gomes explicou que a população angolana ainda se vê privada de um diagnóstico preciso no caso das doenças parasitárias e que o projecto quer oferecer uma resposta a essa lacuna.    Ainda em Angola, a startup Angocultiva pretende fomentar uma agricultura sustentável no país. Criada por estudantes universitários, a empresa está a desenvolver uma máquina de compostagem acelerada, como contou José Poio, um dos co-fundadores que foi entrevistado pela RFI.    No Ruanda encontram-se cerca de 72 000 refugiados provenientes da RDC, segundo a ONU. Na segunda-feira 9 de Janeiro, o presidente ruandês, Paul Kagamé, anunciou que o país deixaria de acolher refugiados provenientes da vizinha República Democrática do Congo.  Segundo o porta-voz do Governo da RDC, estas declarações de Paul Kagame visam desviar "a atenção internacional da responsabilidade do Ruanda" no conflicto a leste da República Democrática do Congo, o Ruanda sendo acusado de apoiar o movimento rebelde do M23. Acusações negadas por Kigali.   Em Moçambique, as tropas da SADC foram postas em causa. Um vídeo divulgado nas redes sociais, na quarta-feira 11 de Janeiro, mostra soldados, provavelmente sul-africanos, a atirarem cadáveres de rebeldes moçambicanos para uma fogueira, algures na província de Cabo Delgado, a braços com o terrorismo há cinco anos.  No dia seguinte, na quinta-feira 12 de Dezembro, os partidos da oposição, com assento parlamentar, denunciaram a violência das imagens. José Manteigas, o porta-voz da Renamo, maior partido de oposição no país, pediu respeito pelos direitos humanos.  E na sexta-feira, a Cruz Vermelha também denunciou a situação, em comunicado, assim como a Amnistia Internacional. As duas organizações denunciaram as violações dos direitos humanos que "ocorrem no país". Cresce agora em Moçambique uma onda de repúdio a atitudes destas tropas suspostamente sul-africanas, depois destas imagens terem sido divulgadas.    Em Angola, na quinta-feira, o ministro chinês dos Negócios Estrangeiros reuniu-se em Luanda com o Presidente João Lourenço e o seu homólogo dos Negócios Estrangeiros, Téte António. A propósito desta deslocação, o embaixador chinês em Angola, Gong Tao, sublinhou que as relacções com Luanda estão na vanguarda da cooperação da China com Africa.   Por fim, já se sabe o nome do coordenador da próxima cimeira do clima, a COP28: será Ahmed al Jaber, o ministro da indústria dos Emirados Árabes Unidos, e director executivo da gigante petrolífera estatal de Abu Dhabi.
    1/13/2023
    12:09
  • Moçambique já é membro não permanente do Conselho de Segurança da ONU
    Esta semana, Moçambique assumiu o cargo de membro não permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas. Na Guiné-Bissau, a Liga dos Direitos Humanos denunciou o rapto e o espancamento do comerciante Ussumane Baldé, enquanto manifestantes pediram a salvaguarda do Parque Mbatonha. São Tomé e Príncipe deverá assumir, em Julho, a próxima presidência rotativa da CPLP e o Serviço de Investigação Criminal de Angola abriu inquérito sobre denúncias de tráfico de droga no seio do serviço. Oiça aqui.
    1/6/2023
    9:45
  • A última semana de 2022 marcada por um novo arresto de bens de Isabel dos Santos
    A actualidade desta semana foi marcada por um novo arresto dos bens da empresária Isabel dos Santos decidido pelo Tribunal Supremo de Angola. Em destaque também esteve o choque provocado na opinião pública de Moçambique pelo resgate do corpot já sem vida de um empresário raptado dias antes nos arredores de Maputo. Foi igualmente notícia a decisão de o governo são-tomense de aumentar o preço dos combustíveis, perante um novo ano que se anuncia economicamente delicado.
    12/30/2022
    11:36
  • Recenseamento eleitoral polémico na Guiné Bissau e criminalidade crescente em Cabo Verde
    Esta semana na actualidade africana ficou marcada pelo recenseamento eleitoral polémico na Guiné Bissau e também pela criminalidade crescente em Cabo Verde, assim como a reunião dos chefes das forças militares dos vários países da CEDEAO em Bissau. O início da semana em Africa ficou marcado pela questão da luta contra o terrorismo, com a reunião dos chefes das Forças Armadas da CEDEAO, em Bissau, na segunda-feira dia 19 de dezembro. Foi debatida a criação de uma Força da CEDEAO, para lutar também contra os golpes de Estado. As recomendações do encontro entre os 15 países da organização regional devem ser entregues ainda este mês para uma tomada de decisão.  Em Moçambique, a reconstrucção de Cabo Delgado está a ser muito demorada. As infraestructuras sociais e económicas, degradadas pelos ataques terroristas, não foram totalmente reconstruídas, apesar de algumas populações estarem já de regresso às suas aldeias.  Em Sao Tomé e Princípe, cerca de um mês depois da alegada tentativa de golpe de estado onde morreram 4 pessoas, alguns partidos de oposição organizaram uma manifestação para exigir a verdade quanto aos acontecimentos.   No mesmo dia, seis militares são-tomenses foram colocados em prisão preventiva sob suspeita de serem os autores do homicídio das 4 pessoas que perderam a vida na tentativa de golpe de estado.  Na Guiné-Bissau, o recenseamento eleitoral esteve envolto em polémicas. Alguns partidos políticos alertaram para o facto de se estarem a recensear cidadãos estrangeiros. Por seu lado, o director do Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral negou as acusações e afirmou que o recenseamento se estava a desenvolver dentro das ordens.  A semana chegou ao fim com a retirada dos rebeldes do M23 de Kilumba, no leste da República Democrática do Congo. O anúncio surgiu pouco depois da publicação de um novo relatório da ONU, que acusa o exército do Ruanda de colaborar com o m23.
    12/24/2022
    7:12

Ähnliche Sender

Über SEMANA EM ÁFRICA

Sender-Website

Hören Sie SEMANA EM ÁFRICA, 1LIVE und viele andere Radiosender aus aller Welt mit der radio.de-App

SEMANA EM ÁFRICA

SEMANA EM ÁFRICA

Jetzt kostenlos herunterladen und einfach Radio & Podcasts hören.

Google Play StoreApp Store

SEMANA EM ÁFRICA: Zugehörige Sender